Coluna Clio

Extensão do Jornal Delfos-CE: http://jornaldelfos.blogspot.com.br/
Clio é a musa da História na Mitologia grega.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

FELIZ SOLSTÍCIO DE INVERNO


FELIZ SOLSTÍCIO INVERNO
(Natali Solis Invictu)

Câmara Municipal de Pacoti está de parabéns pelas homenagens aos seus cidadãos ilustres, pela ampliação, o cuidado que tomará com o seu arquivo e por manter o jornalzinho informativo que já existia.

Mas, sendo eu o 1º homem HISTORIADOR de Pacoti e Idealizador e Criador do 1º Arquivo Público do Interior do Nordeste; o Arquivo Municipal José Audísio de Sousa,  tenho que desfazer o pequeno equívoco impresso no jornalzinho da Câmara de Pacoti. 

Nós não temos mais Arquivo Público em Pacoti, por que fora fechado em 2010. Eu mesmo noticiei isto, mas, é uma boa deixa para que os vereadores o reabram, uma vez que este arquivo fez Pacoti ganhar repercussão nacional por ser um feito reconhecido em Brasília e por ainda servir de inspiração para que outras cidades do Interior do Nordeste tenham criado seus próprios Arquivos Públicos e para que o próprio Governo do Estado do Ceará tenha prometido abrir 20 Arquivos Públicos pelo interior, com um sistema de Arquivos Públicos ainda por vir.

Pois bem, que o Arquivo Público de Pacoti seja restaurado. Esse é o pedido de Natal e Ano Novo desse HISTORIADOR de Pacoti, filho da outra única e primeira HISTORIADORA de Pacoti, a qual foi homenageada ontem por ser a primeira Mulher Escritora de Pacoti; Rosimar Brito, que, por sinal, também me ajudou a elaborar o projeto de lei que defendi na Câmara Municipal de Pacoti, que fora aprovado por todos os vereadores na época.

Um bom Natal e um próspero Ano Novo. Um feliz solstício de Inverno!

Aproveito aqui também o ensejo para parabenizar a Prefeitura por trazer cantor de tão grande voz da Orquestra Filarmônica do Ceará juntamente com a Orquestra Filarmônica de Crianças do Ceará situada em Redenção através de uma associação cultural que ensina 45 crianças. Parabéns também ao Município de Redenção pelo belo trabalho.

Como diria o ilustre Arthur da Távola: "Música é vida interior. E quem tem vida interior, jamais padecerá de solidão.

AROLDO FILHO
(Amadeu Nuvem/Ateu Poeta)
O HISTORIADOR DE PACOTI
HISTORIADOR, Poeta, Blogueiro, Professor e Jornalista Independente
Presidente e Criador do Jornal Delfos-CE
Criador do 1º Arquivo Público do Interior do Nordeste

Pacoti-Ceará-21/12/2012

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

NOVA CONDECORAÇÃO DA HISTORIADORA ROSIMAR BRITO




Dia 20/12/2012 A 1ª HISTORIADORA DE PACOTI MARIA ROSIMAR BRITO ARRUDA (que recebeu Medalha de Mérito Legislativo em 2004 pela criação do 1º Festival de Quadrilhas de Pacoti) receberá nova homenagem da Câmara Municipal de Pacoti por ser 
A 1ª ESCRITORA DO MUNICÍPIO DE PACOTI. 

http://jornaldelfos.blogspot.com.br/2012/12/nova-condecoracao-historiadora-rosimar.html

ATEU POETA
O HISTORIADOR DE PACOTI

PARA SABER UM POUCO MAIS DE ROSIMAR BRITO

Esta é minha mãe a 1ª HISTORIADORA da minha cidade, eu sou o 1º HISTORIADOR em seguida delacriamos  juntos o 1º Arquivo Público do Interior do Nordeste, a Associação Cultural SEMPRE-Segmento dos Estudiosos da Memória e Patrimônio Regional da Serra de Baturité e a Exposição Histórica: Pacoti: Uma História em documentos, através da qual provamos que Pacoti tem 122 anos e não 74. Projetos dos quais eu sou idealizador desde 2004quando ainda fazia o ensino médio em Pacoti.

A parte ela criou o 1º Festival de Quadrilhas de Pacoti, há 19 anos. A 1ª Gincana Cultural, envolvendo todas as escolas da sede em parceria com Universidade Federal e Estadual do Ceará e outras, foi a 2º diretora de cultura de Pacoti1ª filha da terra a ser diretora de cultura (hoje é como se fosse secretária. Por que na época era só Departamento de Cultura) Foi vice-diretora da Escola Menezes Pimentel de Pacoti. Lecionou nas 4 escolas da sede e na UECE (Universidade Estadual do Ceará) e lançou um livro de poesias em dezembro de 2011.

A parte, eu criei o Jornal Delfos-CE, que completou 5 anos em junho de 2012, sendo assim, um dos principais requisitos para que eu também tenha virado HISTORIADOR PROFISSIONAL DE PACOTI, embora esteja formado há pouco mais de 2 anos.

Em 2004 recebeu Medalha de Mérito Legislativo pela criação do Festival de QuadrilhasAgora dia 20/12/2012 receberá outra condecoração por ser a 1ª escritora de Pacoti.

Ano que vem eu também publicarei um livro, sendo mais um escritor de Pacoti.



Mais outras coisa que minha mãe criou em Pacoti foi a APAIP-Associação de Poetas e Artistas Independentes de Pacoti, do qual também fui um dos 13 membros. Funcionou de 2002 à 2004.
ATEU POETA
O HISTORIADOR DE PACOTI
PACOTI-CEARÁ
18/12/2012

O PAPEL DO HISTORIADOR

A História começou literária, e como toda a boa literatura do entretenimento, está repleta de ilusões arbitrárias e falsificou sempre os homens em incríveis heróis; fazendo dos perdedores os malfeitores mais cruéis.
               
Os vencedores foram por demais endeusados e ainda o são pela nossa falsária História Oficial que se tornou mais científica e nem por isso menos cheia de erros grotescos que os grandes homens forjaram por um intuito político a que ela se deu.
               
O Positivismo de Augusto Comte por um lado ajudou as ciências a se focarem mas fomentou nelas a ilusão de um status de uma senhora dona da verdade em vez de seu devido lugar de aproximações, por que a real cientificidade se aproxima do que de fato ocorreu por que jamais será possível recriar o que já passou; no máximo se reproduz algo para o melhor entendimento por meio de padrões exigentes, fazendo as devidas comparações a que cabe o pensamento empírico.
               
A École dos Annales de Lucien Febvre, Marc Bloch e outros, deu um grande passo ao sugerir uma História feita ano a ano, por que, assim, diminuiria mais os anacronismos e a arbitrariedade documental agora poderia ser confrontada, tendo como documental obras não oficiais; como crônicas de época, fotos, poesias e outros elementos que deveriam ser confrontados entre si, formando um aparato para que o historiador possa tirar conclusões desses documentos analisados em conjunto, usando para complemento também a história oral.

O documento então deixou de ser portador da verdade depois dessa revolução documental e agora o historiador profissional dá o devido juízo de valor com critérios rígidos a se intercalar também com diversas ciências afinscomo arqueologia, numismática, psicologia e mesmo de áreas nem sempre tão afins diretamente como mais importantes para o entendimento do processo.
               
historiador, então, se firma na economia, biologia, neurociência e administração; por vezes também estuda filologia e outras línguas para fazer genealogia, e a cada área a qual ele vier a se focar precisará de ajuda de profissionais das mais diversas áreas para também validarem o que ele descobrir. Por que agora é uma questão de descoberta em conjunto.
               
Foi-se o tempo em que a História era uma ciência parada, hoje é dinâmica. As verdades de ontem não servem para hoje e nem as de hoje serão as de amanhã, no entanto, isso só é possível com trabalho sério, árduo e interação com a sociedade e uso de novos mecanismos tecnológicos como a internet e mesmo o uso sistematizado de documentários, filmes e livros como romances época, que podem por vezes também ajudar em um trabalho didático pegando em vista o professor de História que também precisa de novos recursos para a abordagem de melhor absorção por parte dos estudantes.
               
O historiador é um guia para o caminho do mais provável que ilumina esse vasto caminho de escuridão para a História, não é a única luz mas faz com ela uma ponte a fim de uma iluminação bem melhor. É fato que sempre existirá uma enorme diferença entre a ciência em si de laboratório e a de sala de aula. No caso da História, por ser uma ciência humana, não há para ela precisamente um laboratório em si e também não deve jamais caminhar isolada.

Uma diferença clara entre historiador e professor de História é que aquele busca conhecimentos de outras áreas ; tais como literatura, psicologia, numismática, heráldica, arqueologia, física, química, dança, astronomia, ciência da religião, neurociência, antropologia, etc., além do próprio afinco em descobrir algo novo e construir novas visões, cria formas de abordagens e desmente fatos antigos depois de devidamente estudado.
               
O professor de História não tem obrigação de descobrir algo novo mais de repassar o que já está oficializado pelos historiadores. Não tem uma obrigação de fazer trabalhos fora de sala que mudem a sociedade ou o mundo ao seu redor. Se caso consiga ser ambas as coisas terá o profissional uma responsabilidade dobrada por que além da didática há agora todas as exigências a suprir apesar de ser um grande feito.
               
Mas um papel em comum tanto do professor quanto do historiador é fazer o interlocutor se entender como sujeito ativo da História a qual estuda, repassar a noção de que a História é registrada por determinados homens com determinadas visões políticas formadas no contexto de cada época e localidade específica, sabendo que a cultura do historiador terá sempre peso na sua visão final, por que todo homem é um ser multifocal e o historiador é também, filho, pai, cidadão e, por muitas vezes, tem mais de um emprego e uma visão política pessoal que não será obrigatoriamente de engajamento; embora devesse mais do que ninguém ser engajado, pelo tanto de conhecimento ao qual alcança e produz.
               
Que as próximas gerações enxerguem a História como sua. Saibam que todos passam por ela enquanto ciência, e que toda ciência é falha, pois vive de aproximações, mas nós, historiadorestentaremos sempre uma maior aproximação do real e é fato que a História muito se modifica por descobertas de várias ciências, principalmente por meio colateral; e ela, por sua vez, muda o mundo de modo direto através, principalmente, do trabalho dos historiadores engajados que tem como função explicar a História e “escolher um lado” como diria o historiador Bóris Fausto.

AROLDO FILHO
O HISTORIADOR DE PACOTI
HISTORIADOR, professor, poeta, jornalista independente e blogueiro.
23/03/2012
22:40